Hey Ho iMasters Developer Week Edição VIX-ES

Leonardo Hackin.001

 

Aloha,

Semana que vem, entre os dias 3 a 5 de março, acontece o iMasters Developer Week Edição VIX, evento (realiz|capitane|organiz)ado pela emblemática iMasters em solo capixaba. A pretensão do evento é reunir durante três dias gente de marketing, produtos, desenvolvedores e todo mundo envolvido com tecnologia para internet e novas mídias.

Além de todos os inoxidáveis que estarão lá, estarei no segundo dia falando um pouco sobre o perfil do dev web moderno do ponto de vista de quem desenvolve e também de quem contrata. 🙂 O título da palestra é complicado mas vai ser muito mais um bate papo descontraído.

Nesse mesmo dia, o diretor de TI, Jorge Tung, da Wine.com.br e os amigos Gabriel Pinheiro e Rodolfo Seidel (ou a galera dos personas e pesquisa) falarão um pouco sobre nossos estudos de personas e recomendação de produtos.

Nossos? Sim! A algum tempo anunciamos no blog da Giran nossa fusão com a Wine.com.br. 🙂

Meus agradecimentos expressos ao Thiago Baeta pelo evento e convite e parabéns aos meus amigos curadores Paulo Henrique “PH” Baracho e André Metzen. 😉

Simbora! … simbora?

#SCTI2014 review

Aloha,

Nessa semana rolou o SCTI 2014 ou 4ª Semana de Ciência da Computação e Tecnologia da Informação numa descrição mais formal.

Se o pensamento popular diz que “ações dizem mais que palavras“, precisaríamos de uma enciclopédia Barsa (desculpa, isso existia na minha época) para botar todo o significado do que foi feito pela galera de inoxidáveis do curso de Ciência da Computação nesse evento. Quer dizer, eventoS.

Durante 5 dias, Campos foi bombardeada de informação por todos os lados na forma de minicursos e palestras de quem mata a cobra e mostra o pau trabalha na área, indo desde o software, com diversas linguagens e plataformas, ao hardware com o Google Glass e Arduino. Um prato cheio pra geeks, nerds, entusiastas e principalmente um público ávido por novidades e inspiração.

Saí daqui na quarta com meu rival de street fighter amigo Almir M3nd3s a tira-colo para apresentar na quinta nossa palestra sobre como fazer uma palestra com gifs animados pra galera rir o dia-a-dia que temos na plataforma de e-commerce Adena e encontrar com nosso comparsa Leandro Nunes, que daria uma palestra de Vagrant.

O networking, bate papo, as idéias, as motivações: tudo foi propício para dizer que o dia foi muito bacana e proveitoso. 🙂

O ambiente acadêmico, em âmbito nacional, precisa e iniciativas assim e essa galera fez bonito em mais um evento feito com paixão, dedicação e doação.

Então, aos organizadores que fizeram desse eventos ter sido o que foi, as batatas: vocês são f*da.

Inoxidáveis da graduação de Ciência da Computação UENF
Inoxidáveis da graduação de Ciência da Computação UENF

Se quiser ver fotos, materiais e outras coisas que rolaram no evento, veja tudo na página oficial do evento no facebook https://www.facebook.com/SCTI.UENF. 😉

Simbora.

4ª Semana de Ciência da Computação e Tecnologia da Informação (SCTI 2014)

Aloha,

Na semana do dia 03/11 até 07/11 rolará em Campos/RJ a 4ª Semana de Ciência da Computação e Tecnologia da Informação (SCTI 2014), um puta evento de tecnologia que terá assuntos dos mais variados: do Arduino ao Ruby, do deploy contínuo à soluções de PaaS. O evento rolará no centro de convenções da UENF (Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro).

Um dos pontos positivos é que não teremos apenas palestras, mas VÁRIOS mini-cursos na parte da manhã. Um deles será do nosso amigo Leandro Nunes, que fará um hands on de Vagrant, ensinando como ter um ambiente de desenvolvimento separado da sua máquina e totalmente portátil.

Palestrarei novamente com o velho Almir M3nd3s sobre o dia-a-dia e evolução do Adena, a plataforma de e-commerce da Giran que estamos desenvolvendo a algum tempo e tem uma dezena de clientes. 🙂

Meu muito obrigado ao Eduardo Braga e toda a trupe da UENF pelo convite.

Curioso? Eu também ficaria. Acesse http://www.lcmat.uenf.br/scti e conheça o evento. 🙂

AfterShip: tracking de encomendas de praticamente qualquer serviço no celular

Com o sucesso estrondoso da Deal Extreme (dx.com) e mais recentemente do AliExpress (aliexpress.com), que oferecem uma infinidade de produtos de todos os tipos por valores muito mais em conta do que no Bra$il, o brasileiro aguçou e virou de vez um muambeiro (no bom sentido da palavra) de mão cheia. Roupas, eletrônicos, bobeiras, geekisses e toda sorte de produtos são enviadas geralmente da China pra cá por um preço que parece até brincadeira e na maioria das vezes com frete grátis!

Mas nem tudo são flores: não bastasse nossos Correios e Receita Federal demorarem meses para entregarem nossas aguardadas bugigangas, é normal que os produtos sejam enviados em várias encomendas diferentes (principalmente no AliExpress onde cada produto geralmente é de um vendedor diferente).

Então, várias aplicações para iOS e Android surgiram com o objetivo de trackear essas encomendas, atualizando o usuário quando acontece alguma mudança no status da encomenda e por ai vai.

Testei vários aplicativos como o Muambator (iOS), Chegou (iOS) … os dois com propostas bem legais, mas com um grande problema: não trackeiam TODO tipo de código possível. No AliExpress principalmente, temos uma infinidade de serviços utilizados pelos vendedores pro envio. No caso do Chegou, apesar de uma app realmente bonita, outro fato limitador foi deixar guardar apenas dois trackings na versão free.

A melhor alternativa que achei, e curti muito, foi a do serviço AfterShip (www.aftership.com). Além de uma app free e versões para iOS e Android, você tem atualmente a disposição o tracking para 214 serviços de postagem. Ou seja: para praticamente todos os serviços conhecidos. 🙂

Home do AfterShipA app é simplória e vai direto ao ponto: você adiciona um código de tracking, coloca um titulo descritivo e pronto. A app vai ficar te avisando do andamento periodicamente via notificações. Simples e entrega o que promete.

O único porém é a velocidade de atualização dos andamento no servidor deles. Uma movimentação dos Correios chegou primeiro pra mim pelo serviço do Muambator e depois de umas 3 horas no AfterShip. Nada muito grave, a não ser quando você estiver esperando desesperadamente uma encomenda e fosse preferir ficar esperando.

Temos excelentes opções, mas o AfterShip, pelo conjunto da obra, levou fácil como preferido. 🙂

iOS 8.0.2 e a Blue Screen of Death

De uns tempos pra cá a falta da tal “qualidade absoluta”, que a Apple sempre se gabou de ter, tem sido sentida por todos com produtos como o Mac OS X (o Mavericks não é o primor de desempenho e 0 bugs que todos gostariam) mas notoriamente agora com o iOS 8.X.

O 8.0 já saiu de fábrica com alguns bugs estranhos que zuaram o Healthkit, uma das grandes novidades alardaeadas como AMAZING. Os caras lançaram um patch com a versão 8.0.1 que absurdamente trouxe mais bugs. Ai os caras correm atrás do prejú e lançam a versão 8.0.2 certos que iriam abafar e impressionantemente … falham novamente. Problemas de paginas não abrindo no Safari, apps zuadas…

A pior delas, contudo, é a Blue Screen Of Death: uma tela azul que aparece depois do reboot pós-update e que fica assim eternamente até seu celular morrer. Fiz essa joça ontem à meia noite e fui agraciado com essa nova feature.

A solução: fazer o restore completo do iPhone ou o downgrade.

Para saber como fazer, se nunca tiver feito:

  • Aperta o botão home + o botão de power por 10 segundos
  • O iPhone vai reiniciar. Espere até ele ficar totalmente preto
  • Mantenha o botão home apertado
  • Abra o iTunes e conecte o iPhone: ele vai entrar em modo de Restore
  • Mande restaurar o iPhone

Se não der da primeira vez, tente novamente: eu tive que fazer o processo 2 vezes pro iPhone voltar ao normal. =/

Pra mais gente reclamando informações, dê uma sacada nos fóruns da Apple: https://discussions.apple.com/thread/6566179 (a solução do restore mais de uma vez veio de lá)

Então, se estiver pensando em fazer a burrada o upgrade do seu iOS para o 8.0.2, não deixe de fazer o backup dele antes pois a possibilidade de dar uma tela azul da morte é real.  A real: não vale a pena ainda upar pra ela até que a Apple e os sites especializados soltem um “Aleluia!!! Agora foi”.