Conseguimos! Firefox3 no Guinness!

Acabei de receber um e-mail da SpreadFirefox (página da Mozilla dedicada ao Firefox), avisando o que estavamos esperando depois de trabalhar-mos com afinco (mesmo com o stress dos servidores caindo a velocidades de download tão rápidas quanto uma tartaruga marinha se arrastando pelo asfalto) e aquele gostinho de “a gente vai chegar lá”:

Conseguimos!

Estabelecemos um novo Recorde Mundial no Livro dos Recordes Guinness para o software mais baixado em 24 horas. Com sua ajuda atingimos a marca de 8.002.530 de downloads.

Você agora faz parte de um novo Recorde Mundial e possui a melhor versão do Firefox já desenvolvida até o momento!

Rapaz, teve até direito a certificado, dessa vez com uma usabilidade e clareza beeeeeeeeeeeeeem melhores que o início da campanha do Download Day que deixou muita gente sem saber direito que dia iria acontecer o download e, no dia, não fizeram o favor de ajustar os horários aos diferentes fusos. Ponto pra blogosfera e veiculos nacionais que soltaram o horário das 14:00 como sendo o correto.

O Firefox 3 é o novo navegador da Mozilla que conta com cerca de 15.000 melhorias em seu código. Na prática, continua um ótimo navegador e com várias facilidade incorporadas que antes eram acessíveis com extensões e complementos (eu ainda acho que eles poderiam pegar outros, como a barra WebDeveloper, para vir built-in).

Agora foi! 😉 Enjoy.

[ES] RIA's pegam por aqui ?

A sopa de letrinhas é infinita: desde as badaladas FLASH,FLEX, AJAX, RAILS, Prototype, passando por mais obscuras como DOJO, extJS, até as novas AIR, SILVERLIGHT, YUI e por ai vai. As RIAs (Rich Internet applications) estão para a nova onda marketeira chamada “web 2.0” (já tem gente falando da 3.0) como o o boom do PHP/ASP esteve para a transição de sites estáticos para dinâmicos.

O alarde é muito, mas será que realmente isso pega ou já pegou por aqui ? (mais…)

Bye Bye Bill!

Ontem, 27 de junho, deixa o cargo de presidente Mico$oft o lendário Bill Gates, o tio que todo (ou quase todo) geek gostaria de ter: genial, bem humorado, cheio da grana e acima de tudo tarado por tecnologia.

Sacanagens a parte, mesmo com a taradisse dos MacFãs e xiitismo da grande parte da comunidade Open Source, os méritos desse cara são pra lá de memoráveis: não apenas pelo Windows em si (que provavelmente fez até você, xiita ou Maczista , entrar no mundo da informática lá nos idos do seu interesse por computação), mas por todo o fomento que o cara causou no mundo da microinformática em si.

Provavelmente a comunidade Open Source não teria a força de hoje se não fosse a necessidade de fazer algo que não depende-se do Windows. E a comunidade de fãs da Apple não seria tão tarada se não tivessem um “parâmetro” para traçar o que é “perfeito e não trava”. Afinal, o que seria da felicidade se não houvesse a consciência da existência da dor?

Gates enxergou isso na hora e tempo certos. Ele foi o Google de sua época e com seus méritos para lá de merecidos, seja pela “sacada” de comprar o código fonte do DOS e revender por milhões, seja por copiar coisas da Xerox (assim como a Apple fez) e tornar isso acessível a pessoas como eu e você, mesmo que “não perfeito e travando”. Embora conte nos dedos quantas vezes o DOS travou comigo. heheheh

Além de cheio da grana, o cara tem bom humor. Então, deixo um vídeo que vi a bastante tempo e lembrei dele na hora quando a notícia foi anunciada essa semana.

Simbora Bill!

Blog novo, propostas novas

Hello world!

Depois de muito pensar, cá estou no no WordPress (agora 2.5.1). As mudanças são óbvias depois que você está cansado de “re-inventar a roda” e quer que a informação chegue da melhor forma para todos. Os plugins e coisas do tipo são inúmeros e sempre atualizados.

Trackbacks, comentários, captchas, tags, categorias, busca, arquivos … ufa! Eu não teria saco nenhum para fazer isso, ainda mais agora com a correria do jeito que está.

Vou migrar os posts antigos aos poucos e claro ir melhorando esse dito cujo aos poucos. É coisa pra caramba que se pude customizar e acho que isso tem que vir com o tempo.

Com o novo blog, novas propostas (como havia dito antes) também surgem. Não vou relacionar todas, mas com o tempo eles vão aparecendo por aqui. 🙂

Simbora minha gente.