Mock Objects no SimpleTest

Olá pessoal,

Continuando nossa sequência de artigos sobre o SimpleTest, já aprendemos como fazer testes unitários e agrupa-los para facilitar a execução em lote: agora vamos falar um pouco sobre mock objects.

Até agora, nossos testes unitários se resumiram a testar métodos e funcionalidades que envolviam apenas uma classe como nossa calculadora: tínhamos um método chamado “somar” que fazia parte da própria classe e recebia como parametro de entrada apenas dois inteiros.

A idéia do teste unitário (ou de unidade), como o próprio nome diz, é isolar e testar apenas aquele ponto e funcionalidade do software: então é imprescindível que possamos isolar da melhor maneira apenas a classe/métodos que desejamos testar para que, caso apresente falha, possamos identificar exatamente onde a falha ocorreu.

Mas e quando nossa classe depende de outra(s) classe(s) para fazer um método funcionar ?

(mais…)