Sobre dizer SIM e dizer NÃO

Parece mais do mesmo e as vezes óbvio mas a gente tinha que aprender desde cedo que mais importante que dizer Sim é dizer Não e que muito mais importante do que saber o que fazer é saber o que NÃO fazer.

Isso é um discernimento que o mundo tira (ou tenta tirar) da gente muito cedo através dos falsos dogmas travestidos de produtividade desesperada, alta eficiência e afins e que faz sua vida pessoal, profissional, amorosa, ética e tudo mais ter muito mais sentido e qualidade.

O problema não é produzir e ser eficaz mas sim o que isso vai trazer efetivamente pra vida da gente (em todos os sentidos).

Nossa noção de que ficaremos velhos e veremos nossos netos correndo à nossa volta não conta com os “soluços” que a vida dá e sua opção de dizer Sim ou Não no momento certo pode dizer se isso vai se concretizar com você correndo atrás deles ou sentado numa cadeira.

A vida é bonita pra caralho, nossos amigos e nossa familia são uma rede preguiçosa pra se deitar e principalmente nunca é tarde pra dizer NÃO praquela coisa que você insiste e só te traz dor e SIM praquelas coisas esquecidas no fundo da gaveta que te deixavam feliz de uma forma que nem você próprio sabe explicar. Um churrasco? Jogar RPG numa tarde com os amigos comendo biscoito? Comer pastel com pimenta sem nenhum dinheiro no bolso sonhando que seu negócio um dia vai ser legal ou quem sabe fazer uma gentileza que pra você não é nada mas quem quem está recebendo vai ser um gesto imensurável de carinho, afeto e preocupação.

Vamo que vamo que a vida taí, passando com tudo que importa, acenando e te oferecendo carona enquanto você fica ai de cabeça baixa vendo no seu FB a vida dos outros e imaginando que ela poderia ser a sua quando na verdade nunca vai ser.