Archive for outubro \18\UTC 2010

Rails Rumble: Uma lição de vida

outubro 18th, 2010

Salve todos,

Não vou ficar falando o que sempre falo: que sumi, que não tive tempo pra postar por causa da correria da Giran e blalablablba! AHE uAHEuhaeuhAE … Estou estudando bastante e agora vou ter bastante coisa pra postar por aqui. :)

Este final de semana participei do Rails Rumble 2010. O Rails Rumble é, resumidamente, um campeonato de programação que desafia as pessoas a construirem uma aplicação em Rails em 48 horas! oO E não é qualquer aplicação, pois eles avaliam beleza, estabilidade, inovação … enfim, é como se você tivesse que fazer um Twitter (ou algo tão inovador) em 48 horas. heheheh

Participei do time Shupla Hadouken dá hadouken ryu! com os brothers recursos da Giran, Almir M3nd3s (@m3nd3s), André Gligli Tagliati (@tagliati) e nosso convidado especial (e que adestrou a gente em vários lances do Rails) Reinaldo JuniorZ (@reinaldojunior).

A Giran patrocinou nosso time e mais mais dois: o Walter Fall e o Blastoise. Provemos o espaço, comida, bebida e o que foi preciso pra deixar todo mundo a vontade.

Porque falei “resumidamente”? Porque o Rails Rumble é, no final das contas, MUITO mais que uma competição.

Preparação = motivação

O  “katá” para participar do evento foi/é uma puta motivação para quem quer entrar de vez no Rails. Durante um mês o povo da Giran estudou, discutiu, leu e codou bastante em Ruby/Rails. Ver todos se mobilizando em prol de um fim comum é algo que motiva demais até o mais preguiçoso dos programadores.

É fato e até algo psicológico isso: as pessoas se transformam quando estão em grupos e é assim que avaliamos o quanto as pessoas são realmente aquilo que elas dizem ser ou que achamos que elas são. Em todas as esferas possíveis.

Estudei muito (não tanto queria), quebrei a cara, me estressei mas foi algo decisivo para meu aprendizado Railer e do pessoal do meu time:  aprenderam bastante.

Idéia saindo do papel

A aplicação que desenvolvemos foi o Cashr, um gerenciador financeiro pessoal simples. Era uma idéia que já havia implementado no Django mas que não havia levado a frente. Preguiça, falta de tempo e entusiasmo: se já tem tantas aplicações pra quem mais uma?

Foi engraçado mas um dos meninos tinha tido A MESMA idéia. A vibe foi irada e geral. Qual não foi a satisfação e alegria em ver, depois de 48 horas de codação frenética e cansaço e muitas risadas, a aplicação rodando e fazendo MUITO MAIS do que havia imaginado fazer inicialmente.

Quem quiser dar uma sacada no projeto online: http://cashr.r10.railsrumble.com/

Tá dando uns pauzin e tem umas coisas incompletas, mas foi de coração. :)

Gestão de um projeto de 48 horas = desafio!

A largada havia sido dada, todo mundo à postos … e agora? Já tinhamos a idéia do projeto na cabeça e quase saímos meio Extreme Go Horse Development se não fosse a lucidez de fazer um mini Kanban das idéias principais. Mais que uma forma de organização foi uma puta lição de desenvolver de forma ágil, coisa que acredito ser um pre-requisito muito forte para qualquer pessoa que vá participar do Rails Rumble.

Entregar uma aplicação com a pressão de 48 horas, vontade de fazer o melhor e não fazer feio foi uma das lições mais legais que tive nessa esfera. E as pessoas à minha volta também pelo que vi.

Escopamos muita coisa para pouco tempo e braços, mas valew demais todo o esforço.

Extreme Happy Hour

Desde minha época de RPG, eu não tinha oportunidade de um happy hour nerd varando a madrugada tão divertido. Compramos pizzas, 2 Red Bulls pra cada um, refri, suco, biscoitos, Mendoratos … junte tudo isso com 12 nerds tarados em programação e lesados ao extremo e você tem a combinação perfeita para uma virada de madrugada de muito riso, programação e aprendizado.

Isso tudo com direito a Twittcam (você pode ver as gravações aqui), uma flood de twitadas durante a madrugada e tudo mais. O saldo foi cansaço mas aquele sentido de trabalho quase cumprido. IRADASSO.

Um por todos, todos por um

A mobilização das pessoas, até as que não estão acostumadas em trabalhar num time Scrum ou de qualquer metodologia ágil, é impressionante. As pessoas realmente entendem o quanto seu trabalho influencia o resultado não apenas do projeto mas do que o seu colega ao lado fez.

Foi como um XP atômico: pessoas codando frenéticamente, fazendo refactoring, criticando código, complementando o código alheio. Foi sem dúvida uma experiência única no que entendo ter sido uma das mais rápidas e emblemáticas que participei e vi.

Convidamos três pessoas: além do Reinaldo Júnior, chamamos o mestre railer Roberto Soares (@bt1) e o grande André Lima (@vixlima). Muito bacana como os três se integraram aos times e principalmente fizeram a gente perceber mais uma vez como as coisas trabalham bem quando as pessoas já tem um background ágil em suas mentes. Simplesmente fantástico. :)

Eu quero, eu posso

Uma palavra que ficou na minha cabeça desde horas antes de um desafio tão tenso, que expõe demais as pessoas no sentido técnico e psicológico (é a hora das pessoas verem até onde vai seu conhecimento e até onde você é humilde o bastante pra assumir isso ou ensinar as pessoas sem mesquinharias): superação.

Codar por 48 horas (não exatamente, mas pensar nisso por mais até que isso) não é apenas uma auto-superação física ou de stress mental. É superar o medo de não conseguir entregar a tempo, de saber que existem limites seus, de respeitar os limites dos outros de verdade. Superar a constante de que não sabemos tudo o que gostaríamos ou o quanto gostaríamos.

Não é papo de auto-ajuda: o Rails Rumble me fez sim uma pessoa melhor.

Extreme learning

Já falei tanto extreme nesse post que virou buzz. Não é a toa que dizem que uma das melhores formas de aprender Rails é participar do Rails Rumble. Muito aprendizado, muito problema real acontecendo em espaço de minutos e soluções para isso surgindo no vácuo.

Várias pessoas dos times não tinham muita experiência e chegaram no final da maratona falando e demonstrando o que aprenderam de uma forma muito coesa. Impressionante como as pessoas absorvem (e não apenas deixam na cabeça por um tempo) os aprendizados em situações de pressão e decisões que influenciam a vida das outras pessoas.

E no capítulo de hoje eu aprendi …

Nesse exato momento nossa aplicação está sendo avaliada pelos juízes e já recebemos até uma nota legal. :) O que fica aqui pra frente é que os estudos continuam e a coleta de idéias para o ano que vem já começou. SIM! VOU FAZER ESSA DOIDERA DENOVO NO ANO QUE VEM!

Para quem não fez, corra: é uma experiência tão singular quando a primeira balada, a primeira bebedeira (com a ressaca) e o que quer que seja tão significante.

Para quem gostou do Cashr, vamos continuar com o desenvolvimento dele e aceitamos colaboradores para o projeto, principalmente um designer pois tivemos que nos virar haehahe aueuah e.

Simbora! :D

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes