Review: Vitória Digital e afins

Semana bacana essa em Vix. =)

O seminário (que mais pareceu uma simples apresentação do que um seminário) Vitória Digital deu uma boa idéia do que poderemos ter por aqui com a possibilidade de Vix virar uma “Cidade Digital”, com wi-fi espalhado por tudo quanto é canto.

A pergunta inicial era: como será esse plano de Wi-fi 0800 Oba Oba?

Com quase duas horas de atrasado, o seminário a apresentação iniciou-se com zilhões de palmas para a bancada e pessoas envolvidas no processo, onde sobressaltaram-se:

  • Eliézer Tavares, secretário municipal de Trabalho e Geração de Renda: além de informal e carismático, o cara parece estar mandando bem. Pesquisem no Google e vão ver que o cara está fazendo bonito na PMV e iniciativas sustentáveis, como adoção de software livre em várias escolas (tem matéria até no BrOffice disso);
  • João Coser, prefeito de Vitória: sempre fui simpatizando do trabalho do cara e essa iniciativa, por mais que possa soar marketeira nessa onda de politicagem pré-candidatura que todo mundo está entrando. Vai ser um trabalho que provavelmente quem virá depois ou poderá se aproveitar ou simplesmente por tudo a perder.

Entre blablabla e informações sensatas, resumidamente poderíamos citar:

  • Na verdade não teremos já a implementação da rede, mas sim o estudo de viabilidade e da melhor arquitetura a ser usada;
  • Vão ser escolhidos bairros-piloto para início dos testes: tô pagando pra ver se não vai ser Jardim da Penha e Praia do Canto;
  • A forma de tarifação não ficou clara, mas deu para perceber que será paga com impostos ou algo do tipo. Acredito que seja o IPTU: pagou , acessou (uAEh uahe uahe a e);
  • Não ficou clara se a utilização disso a nível comercial será possível. O projeto tem mais cunho de inclusão digital do que fomento comercial em si;
  • E a UFES, onde está ? A contratação de uma empresa carioca para fazer um estudo por aqui, onde a UFES entrará apenas como apoio e na fase de implementação (ou seja, papel de técnico: vai lá e instala peão). Achei bola fora, mas é a PMV e não o Governo do Estado. Bola fora do Hartung;

Enfim, a iniciativa é pra lá de válida, mas ainda pairam no ar algumas dúvidas em torno disto que a gente só vai conhecer lá no fim do estudo. Espero que o discurso de inclusão social seja realmente verdadeira mas que se encontre uma forma de viabilização comercial disso, dada as possibilidades IMENSAS de fomento de N tipos de aplicação com essa possibilidade de internet “em qualquer lugar e a qualquer hora”.

Guardem seus trocados para os IPhones, HTCs e smartphones da vida porque o bixo vai pegar! 🙂

Simbora.

  • Eu estou torcendo pra esse negócio começar a funcionar logo. Não temos 3G, mas teremos wi-fi free 😀 hehehe Muito melhor que se tivesse 3G.

    ps.: Cria um usuário pra você no blog, Sr. Admin. 😛

  • Ô! Wi-fi 0800 seria muito foda mesmo! Seja 3G, seja Wi-fi, Hi-fi e por ai vai.

  • Marcus Gregório

    Aposto com você que não vai ser Jardim da Penha nem Praia do Canto. Como o cunho da iniciativa é inclusão social, sai mais bonito na foto se for implementado num bairro carente.

    Mas, vamos ver…

    Em tempo: tb esperava mais do evento! rs

  • Pingback: Léo Hackin 0.2c » Vitória Digital II()